UBÁ

Rochoso

TIPO:

CLASSE:

CLAN:

GRUPO:

SUB-GRUPO:

TIPO PET.:

EST. CHOQUE:

INTERPERISMO:

PAÍS:

ANO:

DESCRIÇÃO:

CHONDRITO

ORDINÁRIO

H-L-LL

H

5

S1/2

W1

BRASIL - MG

1960

Condrito Ordinário Equilibrado H5, levemente intemperizado por oxidação terrestre e pouco efeito de choque

PETROGRAFIA:

Sob microscópio óptico, duas seções delgadas foram analisadas e mostraram Ubá como um condrito comum não brechado contendo um clasto de tamanho milimétrico claro dentro de um hospedeiro cinza-acastanhado com côndrulos facilmente discerníveis em equilíbrio. Composto predominantemente por ortopiroxênio, olivina, metal FeNi (kamacita), troilita e feldspato albítico intersticial (<50 µm). Ocorrem fases secundárias de piroxênio rico em Ca (pigeonita e augita), taenita e tetrataenita. Regiões escuras e claras foram observadas com a mesma textura petrológica exibindo um baixo estágio de choque S1 a S2 devido à presença de extinção acentuada e ondulatória de olivina e presença de linhas de Newman na kamacita. A Troilite está essencialmente inalterada e a maior parte do metal é fresco, com poucos grãos oxidados (W1).

GEOQUÍMICA:

Análise de Microssonda Eletrônica: Hospedeiro: olivina Fa20,0 ± 0,9 (41); piroxênio baixo Ca Fs17,1 ± 0,5Wo1,4 ± 0,7 (22); Piroxênio rico em Ca Fs12,2 ± 3,6Wo29,1 ± 15,2 (16); plagioclase Ab77,7 ± 3,1An15,9 ± 4,3 ou 6,67 ± 3,12 (15), Co em Kamacite 4,82 ± 0,02 mg / g (16). Clast: piroxênio baixo Ca Fs13.8 ± 1.2Wo1.36 ± 0.7 (10), plagioclase Ab77.0 ± 1.78An17.7 ± 2.9Or5.3 ± 1.57 (10).

CLASSIFICAÇÃO:

Condrito Ordinário H5. Intemperismo (W1) e choque leve (S1/2)

CLASSIFICADORES:

M. E. Zucolotto e A.A. Tosi

HISTÓRIA:

Uma amostra de 36 g do meteorito foi encontrada ao lado de um antigo cartão denominado "Ubá" no MNRJ em uma data anterior ao incêndio. A peça foi poupada do incêndio do Museu Nacional em 2018 porque estava no IGEO / UFRJ para análise. No cartão estava escrito que o meteorito foi encontrado em 1960 com massa total inicial de 84,5 g, localizado no acervo de Mineralogia da Faculdade de Filosofia da USP, e esta amostra foi doada pelo Prof. Ruy Ribeiro Franco e rotulada como "44-MT . " A massa dada ao MNRJ foi de 36 g, mas restam apenas 24,4 g.

Todas as informações que não possuírem fonte especifica, foram extraídas do Meteoritical Bulletin Database.

Todas as imagens possuem direitos autorais.