BARBACENA

Metálico

TIPO:

CLASSE:

CLAN:

GRUPO:

SUB-GRUPO:

TIPO PET.:

EST. CHOQUE:

INTERPERISMO:

PAÍS:

ANO:

DESCRIÇÃO:

ACONDRITO

-

-

Sem Grupo

-

-

-

BRASIL - MG

1918

Meteorito Metálico Não Agrupado.

PETROGRAFIA:

O meteorito metálico de Barbacena exibe uma estrutura de Widmanstätten e também uma rede irregular de faixas de kamacita, incluindo eixos que variam de 100 a 400 micrômetros de largura e centímetros de comprimento, com numerosos campos de plessita com características dos dois grupos IVA e IIC. A kamacita é límpida e apresenta linhas de Neumann. A taenita aparece como uma borda descontínua que separa as lamelas de kamacita. Campos de plessita exibem uma borda de taenita clara e bastante homogênea. Segregados de fosfeto foram frequentemente observados no centro das lamelas de kamacita. Fonte: Zucolotto & Pinto (2000).

GEOQUÍMICA:

A análise química realizada pela análise instrumental por ativação de nêutrons (INAA) Fe (10,5%), Ni (0,5%), Co (12,6ppm), Ga (2,98ppm), Ir e Au (1,9ppm), permitiu a Wasson classificar este meteorito como desagrupado. Fonte: Zucolotto & Pinto (2000).

CLASSIFICAÇÃO:

Meteorito Metálico Não Agrupado.

CLASSIFICADORES:

Curvello & Ferreira (1951).

HISTÓRIA:

Duas massas oxidadas pesando respectivamente 6,1 e 2,9 kg foram encontradas em março de 1918 próximo à cidade de Barbacena. Foi doado à Escola de Minas de Ouro Preto em 1931 pelo Engenheiro Fannôr Cumplido. Segundo Oliveira (1931) “Estava rodeado de abundante casqueiro, produzido pela exfolheação sucessiva da superfície pela oxidação indicando longa permanência no local.” Descrição obtida nos documentos do Museu Nacional.

Todas as informações que não possuírem fonte especifica, foram extraídas do Meteoritical Bulletin Database.

Todas as imagens possuem direitos autorais.

ENTRE EM CONTATO

whatsapp

+55 (21) 98899-7596

© 2019 Aimeteorites.